Salud mental en la educación superior brasileña – Revisión integrativa

Autores/as

DOI:

https://doi.org/10.29344/2318650X.2.3271

Resumen

Se analizaron 43 artículos sobre salud mental en la educación superior brasileña, publicados entre 2017 y 2021 en la Biblioteca Virtual de Salud y en los Periódicos Capes.  Los datos fueron compilados a través del Análisis de Contenido de Bardin y permitieron la construcción de tres categorías:  Salud mental y estudiantes de enseñanza superior; Salud mental y profesores de enseñanza superior; Salud mental en el currículo, que sugieren que el sufrimiento mental en la universidad tiene que ver con las presiones con respecto a la producción, el aprendizaje y la precarización de la enseñanza/trabajo.  En la formación, el tema de la salud mental aparece restringido a los cursos de salud y con problemas en la articulación con las directrices curriculares.  Concluimos que el tema necesita acompañar la formación académica además de la teoría, pero como cuidado longitudinal.

Biografía del autor/a

Daniel Cerdeira de Souza, Universidade Federal do Amazonas

Doutor em Psicologia Social e Cultura pela Universidade Federal de Santa Catarina. Mestre em Psicologia e Processos Psicossociais pela Universidade Federal do Amazonas. ORCID: https://orcid.org/0000-0002-2446-8244 E-mail: dancerdeira01@gmail.com

Fernanda Souza Ferreira, Universidade Federal de Pernambuco

Mestranda em Psicologia pela Universidade Federal de Pernambuco. ORCID: https://orcid.org/0000-0002-4228-887X E-mail: sousa.ferreira@ufpe.br

Iolete Ribeiro da Silva, Universidade Federal do Amazonas

Doutora em Psicologia pela Universidade de Brasília. Professora da Universidade Federal do Amazonas. Orcid: https://orcid.org/0000-0002-9416-6866 E-mail: iolete.silva@gmail.com

Eduardo Jorge Sant’Ana Honorato, Universidade do Estado do Amazonas

Doutor em Saúde Pública pela Fundação Osvaldo Cruz – FIOCRUZ/RJ. Professor da Universidade do Estado do Amazonas. ORCID: https://orcid.org/0000-0003-4706-0185 E-mail: eduhonorato@hotmail.com

Sônia Maria Lemos, Universidade do Estado do Amazonas

Doutora em Saúde Coletiva pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Professora da Universidade do Estado do Amazonas. ORCID: https://orcid.org/0000-0002-5047-2466 E-mail: slemos@uea.edu.br

Citas

Albuquerque, R. N. D., Borges, M. D. S., & Monteiro, P. S. (2019). Perfil epidemiológico do suicídio entre estudantes de enfermagem. Revista Enfermagem UERJ, 27, e45607-e45607. https://doi.org/10.12957/reuerj.2019.45607

Almeida, C. A. P. L., Silva, L. Q., Rocha, F. C. V., Franco, M. D. R. F., & Sales, M. C. V. (2017). Fatores associados ao aparecimento do estresse em uma amostra de estudantes de enfermagem universitários. SMAD - Revista Eletrônica Saúde Mental Álcool e Drogas, 13(4), 176-188. https://doi.org/10.11606/issn.1806-6976.v13i4p176-188

Amaral, G. A., Borges, A. L., & de Melo Juiz, A. P. (2017). Organização do trabalho, prazer e sofrimento de docentes públicos federais. Cadernos de Psicologia Social do Trabalho, 20(1), 15-28. https://doi.org/10.11606/issn.1981-0490.v20i1p15-28

Amarante, P. (1995). Loucos pela vida: a trajetória da reforma psiquiátrica no Brasil. Rio de Janeiro: Fiocruz.

Aquino, R. C. F., Daltro, M. R., & Muniz, M. M. S. (2020). A percepção da saúde mental de uma estudante de psicologia: narrativa autobiográfica. Revista Psicologia, Diversidade e Saúde, 9(4), 460-473. https://doi.org/10.17267/2317-3394rpds.v9i4.3003

Araújo, G.O. et al. (2019). Ganho de Conhecimento no Internato Médico em Psiquiatria Não Reduz Estigmatização dos Transtornos Mentais. Revista brasileira de educação médica 43 (1 - Supl.1), 424-430. https://doi.org/10.1590/1981-5271v43suplemento1-20180277

Arruda, E. S.; Bidu, N. S.; Damasceno, R. S.; Rodrigues, R. L. de A. (2020). Avaliação dos graus de ansiedade em acadêmicos de uma faculdade privada. Scientia Medica, 30(1), 1-9. https://doi.org/10.15448/1980-6108.2020.1.35209

Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior no Brasil (2019). V pesquisa nacional de perfil socioeconômico e cultural dos (as) graduandos (as) das IFES – 2018. Disponível em: < https://www.andifes.org.br/wp-content/uploads/2019/05/V-Pesquisa-Nacional-de-Perfil-Socioeconomico-e-Cultural-dos-as-Graduandos-as-das-IFES-2018.pdf>

Bardin, L. (2011). Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70.

Brasil (2010). Decreto 7.234 de 19 de julho de 2010. Dispõe sobre a Política Nacional de Assistência Estudantil – PNAES. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/decreto/d7234.htm

Bonifácio, S. P., Silva, R. C. B., Montesano, F. T., & Padovani, R. C. (2011). Investigação e manejo de eventos estressores entre estudantes de Psicologia. Revista Brasileira de Terapias Cognitivas, 7(1), 15-20. http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-56872011000100004&lng=pt&tlng=pt

Brito, M. C. C. et. al. (2019). Análise da ocorrência de estresse entre estudantes de enfermagem. Enfermagem em foco, 10(6), 70-78. https://doi.org/10.21675/2357-707X.2019.v10.n6.2391

Cardoso, J. V., Gomes, C. F. M., Pereira Junior, R. J., & Silva, D. A. D. (2019). Estresse em estudantes universitários: uma abordagem epidemiológica. Revista de enfermagem UFPE on line, 13, 1-7. http://dx.doi.org/10.5205/1981-8963.2019.241547

Carleto C. T., Moura R. C. D., Santos V. S. & Pedrosa L. A. K. (2018). Adaptação a universidade e transtornos mentais comuns em graduandos de enfermagem. Revista Eletrônica de Enfermagem. 20, 1-11. https://revistas.ufg.br/fen/article/view/43888

Castro-Silva, I. I.; Maciel, J. A. C.; Melo, M. M. (2021). Saúde mental e vida universitária: desvendando burnout em estudantes de Psicologia. Revista Sustinere. 9(1), 5-22

Coelho, I. M., Lima Alves, R. A., de Souza, D. C., & Honorato, E. J. S. (2019). Preto lá faz faculdade? Uma revisão da literatura sobre racismo nas universidades brasileiras. Revista Intersaberes, 14(32), 381-395. https://doi.org/10.22169/revint.v14i32.1563

Conceição, L. S. et. al. (2019). Saúde mental dos estudantes de medicina brasileiros: uma revisão sistemática da literatura. Avaliação, 24(3), 785-802. https://doi.org/10.12957/sustinere.2021.50314

Costa, D. S. et. al. (2020). Sintomas de Depressão, Ansiedade e Estresse em Estudantes de Medicina e Estratégias Institucionais de Enfrentamento. Revista brasileira de educação médica, 44(1), e040. https://doi.org/10.1590/1981-5271v44.1-20190069

Dâmaso, J. G. B., Pereira, B. S., Batista, C. B., Conceição, L. D. S., Pereira, G. D. S., & Carniele, R. C. (2019). É muita pressão! Percepções sobre o desgaste mental entre estudantes de medicina. Revista Brasileira de Orientação Profissional, 20(2), 29-41. http://pepsic.bvsalud.org/pdf/rbop/v20n2/a04v20n2.pdf

Dias, A. C. B., Chaveiro, N., & Porto, C. C. (2018). Qualidade de vida no trabalho de fisioterapeutas docentes no município de Goiânia, Goiás, Brasil. Ciência & Saúde Coletiva, 23(9), 3021-3030. https://doi.org/10.1590/1413-81232018239.15672016

Dias, B. V. B.; Silva, P. S. de S. (2020). Síndrome de burnout em docentes: revisão integrativa sobre as causas. Cuidado em enfermagem, 14(1), 95-100. http://www.webfipa.net/facfipa/ner/sumarios/cuidarte/2020v1/p.95-100.pdf

Elias, M. A., & Navarro, V. L. (2019). Profissão docente no ensino superior privado: o difícil equilíbrio de quem vive na corda bamba. Cadernos de Psicologia Social do Trabalho, 22(1), 49-63. http://pepsic.bvsalud.org/pdf/cpst/v22n1/a04.pdf

Evans, T. M., Bira, L., Gaztelum, J. G., Weiss, L. T., Vanderford, N. L. (2018). Evidence for a mental health crisis in graduate education: Evidence for a mental health crisis in graduate education. Nature Biotechnology, 36(3), 282- 284.

Evans, D. & Pearson, A. (2001). Systematic reviews: gatekeepers of nursing knowledge. Journal of Clinical Nursing, 10(5), 593-599. https://doi.org/10.1046/j.1365-2702.2001.00517.x

Flesch, B. D., Houvèssou, G. M.; MunhozI, T. N.; Fassa, A. G. (2020). Episódio depressivo maior entre universitários do sul do Brasil. Revista de Saúde Pública, 54, 1-11. https://doi.org/10.11606/s1518-8787.2020054001540

Frizzo, G., & Bopsin, A. (2017). Saúde docente e a precarização do trabalho no curso de educação física na rede privada de ensino superior. Movimento, 23(4), 1271-1282. https://doi.org/10.22456/1982-8918.72916

Gomes, K. K. et al. (2017). Qualidade de vida e qualidade de vida no trabalho em docentes da saúde de uma instituição de ensino superior. Revista Brasileira de medicina do Trabalho. 15(1), 18-28. https://doi.org/10.1590/1414-462X202028010327

Gomes, N. P. et. al. (2021). Saúde mental de docentes universitários em tempos de covid-19. Saúde e Sociedade.30(2), e200605. https://doi.org/10.1590/S0104-12902021200605

Gomes, L. F. G., & Lima, M. E. A. (2019). O assédio moral no contexto universitário: o caso de uma IFES em Minas Gerais. Cadernos de Psicologia Social do Trabalho, 22(1), 1-14. https://doi.org/10.11606/issn.1981-0490.v22i1p1-14

Leão, A. M.; Goes, I. P.; Ferreira, M. J. M.; Cavalcanti, L. P. de G. (2018). Prevalência e Fatores Associados à Depressão e Ansiedade entre Estudantes Universitários da Área da Saúde de um Grande Centro Urbano do Nordeste do Brasil. Revista Brasileira de Educação Médica, 42(4), 55-65. https://doi.org/10.1590/1981-52712015v42n4RB20180092

Lima, C. R. N. de A. (2018). Gênero, trabalho e cidadania: função igual, tratamento salarial desigual. Revista Estudos Feministas. 26(3), 1-20. https://doi.org/10.1590/1806-9584-2018v26n347164

Maciel, R. H. M. O., Vale, S. F., Matos, T. G. R. & Filho, M. V. C. V. (2020). Contexto de trabalho e custo humano na pós-graduação stricto sensu no estado do Ceará. Estudos de Psicologia, 25(1), 57-68. http://dx.doi.org/10.22491/1678-4669.20200006.

Maslach, C., Schaufeli, W.B., & Leiter, M.P. (2001). Job Burnout. Annual Review of Psychology, 52, 397-422. https://doi.org/10.1016/B978-0-12-397045-9.00149-X

Medeiros, M. R. B.; Camargo, J. F.; Barbosa, L. A. R.; Caldeira, A. P. (2018). Saúde Mental de Ingressantes no Curso Médico: uma Abordagem segundo o Sexo. Revista brasileira de educação médica, 42(3), 214-221. https://doi.org/10.1590/1981-52712015v42n3RB20170008

Menezes, P.C.M. et al. (2017). Síndrome de burnout: avaliação de risco em professores de nível superior. Revista de Enfermagem UFPE on line. 11(11), 4351-9. https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/download/23541/24689

Montalvão, C. R.; Cortez, R. L. E.; Grossi-Milani, R. (2018). Síndrome de Burnout e condições psicossociais em docentes do ensino superior. Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, 40(3), e36437. https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v40i3.36437

Oliveira, N. R. C., & Padovani, R. C. (2014). Saúde do estudante universitário: uma questão para reflexão. Ciência & Saúde Coletiva, 19(3), 995-996. https://dx.doi.org/10.1590/1413- 81232014193.11042012

Onocko-Campos R., Emerich B. F. & Ricci E. C. (2019). Residência Multiprofissional em Saúde Mental: suporte teórico para o percurso formativo. Interface, 23, e170813. https://doi.org/10.1590/Interface.170813

Organização Mundial da Saúde. (2013). Plano de ação de saúde mental 2013-2020. OMS. Genebra. https://www.who.int/publications/i/item/9789241506021

Papalia, D. E., Olds, S. W., & Feldman, R. D. (2006). Desenvolvimento humano. Artes Médicas Sul.

Pereira, F. L. R. et. al. (2019). Manifestações de ansiedade vivenciadas por estudantes de enfermagem. Cuidado é fundamental, 11(4), 880-886. https://doi.org/10.9789/2175-5361.2019.v11i4.880-886

Perez, K. V.; Brun, L. G.; Rodrigues, C. M. L. (2019). Saúde mental no contexto universitário: desafios e práticas. Trabalho em Cena, 4(2), 357-365. https://doi.org/10.20873/2526-1487V4N2P357

Prado, R. L. et al. (2017). Avaliação da síndrome de Burnout em professores universitários. Revista da ABENO, 17(3),21-30. https://doi.org/10.30979/rev.abeno.v17i3.409

Queiroz, A. M. et. al. (2020). Temporalidade, mundanidade e historicidade: conceitos fundantes dos sentidos de enfermeiras-docentes acerca da saúde mental. Revista Baiana de Enfermagem, 34, e36930. https://doi.org/10.18471/rbe.v34.36930

Ramos, F. P. et. al. (2018). Intervenções psicológicas com universitários em serviços de apoio ao estudante. Revista Brasileira de Orientação Profissional, 19(2), 221-232. http://dx.doi.org/1026707/1984-7270/2019v19n2p221

Rodina, R. C.; Piovezzani, C.A. T.; Oliveira, D. C.; Martins, R. A. (2018). Queixas psicológicas e consumo de drogas em universitários atendidos em núcleo de assistência. SMAD, Rev. Eletrônica Saúde Mental Álcool e Drogas. 14(2), 99-107. https://doi.org/10.11606/issn.1806-6976.smad.2018.000420

Rodrigues J, Kempfer S. S., Lenz J. R. & Oliveira S. N. (2017). Influência das reformas curriculares no ensino de saúde mental em enfermagem: 1969 a 2014. Revista Gaúcha de Enfermagem. 38(3), e67850. https://doi.org/10.1590/1983-1447.2017.03.67850

Rodrigues, B. B.; Cardoso, R. R. de J.; PeresI, C. H. R.; Marques, F. F. (2020). Aprendendo com o Imprevisível: Saúde Mental dos Universitários e Educação Médica na Pandemia de Covid-19. Revista Brasileira de Educação Médica, 44 (sup.1), e0149. https://doi.org/10.1590/1981-5271v44.supl.1-20200404

Rodrigues, C. M. L.; Perez, K. V.; Brun, L. G. (2020). Pesquisa e intervenção no ensino superior: considerações a partir do “dossiê saúde mental e adoecimento nas IES. Trabalho em Cena, 5(1), 136-145 https://doi.org/10.20873/2526-1487V5N1P136

Sanchez, H. M. et. al. (2019). Impacto da saúde na qualidade de vida e trabalho de docentes universitários de diferentes áreas de conhecimento. Ciência e Saúde Coletiva, 24(11), 4111-4122. https://doi.org/10.1590/1413-812320182411.28712017

Santino, T. A.; Tomaz, A. F.; Lucena, N. M. G. (2017). Influência da Fadiga Ocupacional na Capacidade para o Trabalho de Professores Universitários. Ciencia & Trabajo, 19(59), 86-90. https://www.scielo.cl/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0718-24492017000200086

Sena; B. A. C.; Lima, A. I. O. (2021). Sofrimento mental e a docência de ensino superior em enfermagem. Psicologia e saúde em debate, 7(1), 241-255. https://doi.org/10.22289/2446-922X.V7N1A17

Silva D.A.; et. al. (2019). Envolvimento com álcool, tabaco e outras substâncias por estudantes universitários. Revista Cuidarte. 10(2), e641. https://doi.org/10.15649/cuidarte.v10i2.641

Silva, F. P., de Siqueira, D. F., Marchiori, M. R. C. T, & Colomé, J. S. (2020). Abordagens teórico-práticas e metodológicas na formação em enfermagem para a saúde mental. Revista de Enfermagem da UFSM, 10(77), 1-18 https://periodicos.ufsm.br/reufsm/article/view/40141/html_1

Souza, D. C. (2018). Relacionamentos abusivos: significados atribuídos por um grupo de jovens acadêmicos da UFAM. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus. https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6809

Souza, D. C.; Honorato, E. J. S. (2019). Burnout: Causas e possibilidades de intervenção. Revista Uniabeu, 12(30), 1-15. https://revista.uniabeu.edu.br/index.php/RU/article/view/3140

Tundis, A. G. O.; Monteiro, J. K. (2018). Ensino superior e adoecimento docente: um estudo em uma universidade pública. Psicologia da Educação, 46(1), 1-10. https://revistas.pucsp.br/index.php/psicoeduca/article/view/39139

Vivian, C., Trindade, L. L., Rezer, R., Vendruscolo, C., & Junior, S. A. R. (2019). Estratégias de defesa contra o sofrimento no trabalho de docentes da pós-graduação stricto sensu. Cadernos de Psicologia Social do Trabalho, 22(2), 217-234. https://doi.org/10.11606/issn.1981-0490.v22i2p217-234

Whittemore, R.; Knafl, K. (2005). The integrative review: updated methodology. Journal of Advanced Nursing. 52(5), 546– 553. https://doi.org/10.1111/j.1365-2648.2005.03621.x

Descargas

249 vistas

Publicado

2023-01-13

Cómo citar

de Souza, D. C., Ferreira, F. S. ., da Silva, I. R. ., Honorato, E. J. S. ., & Lemos, S. M. . (2023). Salud mental en la educación superior brasileña – Revisión integrativa. Revista Sul-Americana De Psicologia, 10(2), 165–190. https://doi.org/10.29344/2318650X.2.3271