Inteligência emocional e experiência de intercâmbio: Estudo da capacidade de percepção e conhecimento de emoções

Autores/as

  • Fabiano Koich Miguel Universidade Estadual de Londrina
  • Laí­la Albuquerque Lemos Universidade Estadual de Londrina
  • Adriana Cristina Flausino Universidade Estadual de Londrina
  • Filipe Felix Ermel Universidade Estadual de Londrina
  • Jéssica Mariel Martins Universidade Estadual de Londrina
  • Jéssica Mariel Martins Universidade Estadual de Londrina
  • Lucas Ribeiro da Silva Universidade Estadual de Londrina

Palabras clave:

inteligência emocional, intercâmbio cultural, expressões faciais.

Resumen

A presente pesquisa focou em duas capacidades da inteligência emocional que são consideradas mais cognitivas: percepção das expressões emocionais nos outros e compreensão de como as emoções se misturam e se alteram ao longo do tempo. Essas capacidades foram avaliadas em 32 pessoas que realizaram intercâmbio cultural, utilizando um teste de percepção de emoções e um questionário de relato das experiências. Não foram encontradas correlações significativas entre as capacidades emocionais e o ní­vel das experiências no intercâmbio, sugerindo que outras caracterí­sticas psicológicas devem estar influenciando na adaptação, além dos aspectos cognitivos. Além disso, encontrou-se que pessoas que têm mais dificuldade de perceber expressões de desagrado (nojo) tenderam a relatar experiências interpessoais mais positivas. Resultados mais especí­ficos e limitações do estudo são discutidos, sugerindo direções para futuras pesquisas.

Abstract

This research focused on two abilities of emotional intelligence that are considered more cognitive: perception of emotional expressions in others and understanding of how emotions can blend and change over time. These abilities were assessed in 32 people that participated in cultural exchanges, using test of emotional perception and a questionnaire of experiences. There were no significant correlations between emotional abilities ad the level of experience in exchange, suggesting that other psychological characteristics should be influencing the adaptation, beyond cognitive aspects. In addition, we found that people who have more difficulty in seeing expressions of unpleasantness (disgust) tended to report more positive interpersonal experiences. More specific results and limitations of the study are further discussed, suggesting directions for future research.

Resumen

La presente investigación se focaliza en dos capacidades de la inteligencia emocional que son consideradas más cognitivas: percepción de expresiones emocionales en otros y comprensión de cómo esas emociones se mezclan y alteran a lo largo del tiempo. Esas capacidades fueron evaluadas en 32 personas que participaron en experiencias de intercambio cultural, se utilizó un test de percepción de emociones y un cuestionario de relato de experiencias. No fueron encontradas correlaciones significativas entre las capácidades emocionales y el nivel de las experiencias de intercambio, lo que sugiere que otras caracterí­sticas psicológicas pueden influenciar en la adapatación más allá de los aspectos cognitivos. Además, se encontró que las personas que tení­an más dificultades en percibir expresiones de desagrado (enojo) tendí­an a relatar experiencias interpersonales más positivas. Resultados más especí­ficos y limitaciones del estudio son discutidos, sugiriendo directrices para futuras investigaciones.

Biografía del autor/a

Fabiano Koich Miguel, Universidade Estadual de Londrina

Psicólogo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, com mestrado e doutorado em avaliação psicológica pela

Universidade São Francisco. Professor adjunto da Universidade Estadual de Londrina. Professor convidado da

Universití  degli Studi di Torino (2015-2016).

Laí­la Albuquerque Lemos, Universidade Estadual de Londrina

Psicóloga pela Universidade Estadual de Londrina

Adriana Cristina Flausino, Universidade Estadual de Londrina

Psicóloga pela Universidade Estadual de Londrina

Filipe Felix Ermel, Universidade Estadual de Londrina

Psicólogo pela Universidade Estadual de Londrina

Jéssica Mariel Martins, Universidade Estadual de Londrina

Psicóloga pela Universidade Estadual de Londrina

Jéssica Mariel Martins, Universidade Estadual de Londrina

Psicóloga pela Universidade Estadual de Londrina

Lucas Ribeiro da Silva, Universidade Estadual de Londrina

Psicólogo pela Universidade Estadual de Londrina

Descargas

516 vistas

Publicado

2018-12-09

Cómo citar

Koich Miguel, F., Albuquerque Lemos, L., Flausino, A. C., Ermel, F. F., Martins, J. M., Martins, J. M., & Ribeiro da Silva, L. (2018). Inteligência emocional e experiência de intercâmbio: Estudo da capacidade de percepção e conhecimento de emoções. Revista Sul-Americana De Psicologia, 4(2), 220–239. Recuperado a partir de https://ediciones.ucsh.cl/index.php/RSAP/article/view/1784