Percepção emocional e inteligência: contribuições para o modelo CHC

  • Fabiano Koich Miguel Universidade Estadual de Londrina
  • Henrique Abe Ogaki Universidade Estadual de Londrina
  • Clara Maki Inaba Universidade Estadual de Londrina
  • Daniela de Oliveira Ribeiro Universidade Estadual de Londrina

Resumen

Resumo

O objetivo desta pesquisa foi estudar a relação entre um teste de percepção de emoções, uma área da inteligência emocional, e testes de raciocínio verbal e abstrato. Os três são testes de desempenho com respostas corretas. Participaram 347 pessoas, sendo 75,79% do sexo feminino. Os escores dos três instrumentos foram analisados pela teoria clássica dos testes e pelo modelo de Rasch. As correlações foram significativas e semelhantes para as duas formas de mensuração, com a pontuação geral de percepção emocional se correlacionando moderadamente com raciocínio verbal (r=0,38) e raciocínio abstrato (r=0,36). Os escores fatoriais de percepção emocional tenderam a se correlacionar da mesma maneira, embora com índices levemente mais baixos. Os resultados sugerem coerência com o modelo de inteligência de três camadas (CHC), que propõe o reconhecimento emocional como uma das capacidades do conhecimento específico (Gkn).

Abstract

The purpose of this research was to study the relation between an emotional perception test, a branch of emotional intelligence, and tests of verbal and abstract reasoning. The three are performance tests with correct answers. Participants were 347 people, with 75.79% females. Scores of the three instruments were analysed using classic tests theory and Rasch model. The correlations were significant and similar for the two types of measurement, with the general score of emotional perception correlating moderately with verbal reasoning (r=.38) and abstract reasoning (r=.36). The factor scores of emotional perception tended to correlate the same way, albeit with slight lower indices. The results suggest coherence with the three-stratum model of intelligence (CHC), which proposes emotional recognition as an ability of specific knowledge (Gkn).

Resumen

El objetivo del presente trabajo fue estudiar la relación entre una prueba de percepción de las emociones, un área de la inteligencia emocional, y pruebas de razonamiento verbal y abstracto. Los tres son pruebas de rendimiento con respuestas correctas. Participaran 347 personas, 75.79% mujeres. Las puntuaciones de los tres instrumentos fueron analizados por la teoría clásica de los tests y el modelo de Rasch. Las correlaciones fueron significativas y similares para ambas formas de medición, con la puntuación global de la percepción emocional moderadamente correlacionada con el razonamiento verbal (r=0,38) y el razonamiento abstracto (r=0,36). Las puntuaciones de los factores de percepción emocionales tendieron a correlacionarse de manera similar, aunque con un índice ligeramente inferior. Los resultados sugieren coherencia con el modelo de inteligencia de tres estratos (CHC), que propone el reconocimiento emocional como una de las capacidades de conocimiento específico (Gkn).

Biografía del autor/a

Fabiano Koich Miguel, Universidade Estadual de Londrina
Possui graduação em Psicologia pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (2002), concluiu mestrado (2006) e doutorado (2010) em Avaliação Psicológica pela Universidade São Francisco, com período sanduíche na University of Toledo nos Estados Unidos. Atualmente é professor adjunto da Universidade Estadual de Londrina
Henrique Abe Ogaki, Universidade Estadual de Londrina
Estudante de Psicologia da Universidade Estadual de Londrina
Clara Maki Inaba, Universidade Estadual de Londrina
Estudante de Psicologia da Universidade Estadual de Londrina
Daniela de Oliveira Ribeiro, Universidade Estadual de Londrina
Estudante de Psicologia da Universidade Estadual de Londrina
Publicado
2018-11-20
Cómo citar
Koich Miguel, F., Abe Ogaki, H., Maki Inaba, C., & de Oliveira Ribeiro, D. (2018). Percepção emocional e inteligência: contribuições para o modelo CHC. Revista Sul-Americana De Psicologia, 1(1), 36-47. Recuperado a partir de http://ediciones.ucsh.cl/ojs/index.php/RSAP/article/view/1719